segunda-feira, 18 de outubro de 2010

O que realmente queria contar era como este animal tocara nossas almas e nos ensinara algumas das noções mais importantes de nossas vidas.
‘Uma pessoa pode aprender muito com um cão maluco como o nosso’.
‘Marley me ensinou a viver a vida cada dia com alegria e exuberância desenfreadas, aproveitar cada momento e seguir o que diz o coração.
Ele me ensinou a apreciar coisas simples – um passeio pelo mesmo bosque, uma neve recém caída, uma soneca sob o sol de inverno. E enquanto envelhecia e adoecia, ensinou-me a manter o otimismo diante da adversidade.
Principalmente, ele me ensinou sobre a amizade e o tal altruísmo e, acima de tudo, sobre lealdade incondicional’”.
- Marley e Eu. John Grogan

Nenhum comentário:

Postar um comentário