terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Olhando meu passado
Vejo que já fui muito amada
Muitas vezes enganada
Algumas vezes admirada…
Já tive medo, já guardei segredo
Eu já tentei, eu já fracassei
Já me perdi, eu me diverti
Eu já amei já chorei 
E tudo isso eu já superei
E depois de tudo ainda estou de pé
Ainda tenho sonhos pra realizar
Eu ainda tenho forças pra lutar
E só agora sei que não é tão fácil me parar
Eu não me importo de não ser tão legal
Não posso dizer que eu pretendo esquecer
Nem que eu nunca vou me arrepender
Mas o meu plano principal este ano é viver
Independente se vou sorrir ou vou sofrer
E não importa o quanto eu caia, eu vou levantar
Não importa o quanto eu sofra, eu vou amar
Eu ainda tenho os meus amigos, minha família 
E esses sempre estarão comigo
Eu ainda tenho muitos lugares pra passar
Eu ainda tenho muitas pessoas pra amar e me apaixonar
Tenho muitas pessoas pra pentelhar
E muitas piadas pra contar
Eu estou aqui pronta pra um Novo ano
E eu estou aqui pronta pra uma nova paixão
Eu estou preparada pra uma decepção
Eu não posso negar
Mal vejo à hora de viajar
Eu tenho muito a dizer
Eu ainda tenho muito que viver! 

domingo, 29 de janeiro de 2012

Rihanna - We Found Love ft. Calvin Harris







Bem que a minha viida poderiia ser assim. eu juro que não ia reclamar de nadinha!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Na hora de cantar todo mundo enche o peito nas boates, nos bares, levanta os braços, sorri e dispara: “eu sou de ninguém, eu sou de todo mundo e todo mundo é meu também”. No entanto, passado o efeito do uísque com energético e dos beijos descompromissados, os adeptos da geração “tribalista” se dirigem aos consultórios terapêuticos, ou alugam os ouvidos do amigo mais próximo e reclamam de solidão, ausência de interesse das pessoas, descaso e rejeição. A maioria não quer ser de ninguém, mas quer que alguém seja seu. Não dá, infelizmente, para ficar somente com a cereja do bolo, beijar de língua, namorar e não ser de ninguém. Para comer a cereja é preciso comer o bolo todo e nele, os ingredientes vão além do descompromisso, como: não receber o famoso telefonema no dia seguinte, não saber se está namorando mesmo depois de sair um mês com a mesma pessoa, não se importar se o outro estiver beijando outra, etc, etc, etc. Desconhece a delícia de assistir a um filme debaixo das cobertas num dia chuvoso comendo pipoca com chocolate quente, o prazer de dormir junto abraçado, roçando os pés sob as cobertas e a troca de cumplicidade, carinho e amor. Namorar é algo que vai muito além das cobranças. É cuidar do outro e ser cuidado por ele, é telefonar só para dizer bom dia, ter uma boa companhia para ir ao cinema de mãos dadas, transar por amor, ter alguém para fazer e receber cafuné, um colo para chorar, uma mão para enxugar lágrimas, enfim, é ter “alguém para amar”. Somos livres para optarmos! E ser livre não é beijar na boca e não ser de ninguém. É ter coragem, ser autêntico e se permitir viver um sentimento…
Eu vou beijar o seu corpo todo,
eu vou fazer o seu coração bater
como nunca bateu antes,
eu quero que você não queira ninguém
além de mim. ;9



(h)'

Arquitetura e Urbanismo x3'


Porque Paixão é Paixão e não se descute.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

sonho? talvez.

ELE anda cansado das baladas e dos casos furtivos sem senti...mentos.
Aprendeu a gostar da própria companhia, sem precisar estar em uma turma de amigos todos os sábados.
Decidiu que quer um amor verdadeiro… que pode nem ser eterno, mas que traga um sabor doce às suas manhãs, que seja a melhor companhia para olhar a lua. Que ele possa exibir os seus dons na cozinha e o seu conhecimento em vinhos, só para ela.Quer uma mulher que ele reconheça pelo cheiro dos cabelos, pelo toque dos dedos, pela gargalhada que vai ecoar pela casa transformando um domingo sem graça, no melhor dia da semana. Quer viver uma paixão tranqüila e turbulenta de desejos… quer ter para quem voltar depois de estar com os amigos, sem precisar ficar “caçando” companhias vazias e encontros efêmeros. Quer deitar no tapete da sala e ficar observando enquanto ela, de short jeans, camiseta e um rabo de cavalo, lê um livro no sofá, quer deitar na cama desejando que ela saia do banho com uma lingerie de tirar o fôlego. Quer brincar de guerra de travesseiros, até que o perdedor vá até a cozinha pegar água. Quer o poder que nenhum dos seus super heróis da infância tiveram… o poder de amar sem medo, sem perigo e sem ir embora no dia seguinte.Quer provar que pode fazer essa mulher feliz!
ELA quase deixou de acreditar que seria possível ter vontade de se envolver novamente. Foram tantas dores, finais, recomeços e frustrações que pensou em seguir sozinha para não mais se machucar. Então percebeu que a vida de solteira já não está fazendo tanto sentido. Decidiu que quer um amor verdadeiro… que pode nem ser eterno, mas que possa acordá-la com um abraço que fará o seu dia feliz, quer um homem que ela possa cuidar e amar sem receios de que está sendo enganada. Quer a alegria dos finais de semana juntinhos, as expectativas dos planos construídos, o grito de “gol” estremecendo a casa quando o time dele estiver ganhando… a cumplicidade em dividir os segredos. Quer observá-lo sem camisa, lendo o jornal na varanda… quer reclamar da bagunça no banheiro, rindo e gritando quando ele revidar puxando-a para o chuveiro, completamente vestida.Quer a certeza de abrir a porta de casa e saber que mesmo ele não estando, chegará a qualquer momento trazendo o brigadeiro da doceria que ela gosta tanto. Quer beijar, cheirar, morder, beliscar e apertar para ter certeza que a felicidade está ali mesmo… materializada nele. Quer provar que pode fazer esse homem feliz!


ELES estão por aí… sonhando um com o outro… talvez ainda nem se conheçam… mas é só uma questão de tempo, até o destino unir essas vidas que se complementam e estão ávidas para amar e fazer o outro feliz.

Ou alguém duvida que o universo traz aquilo que desejamos?

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

feliz ano novo. haha'

Mas um ano que se inicia.
novos ares que se renovam.
e eu aqui, na mesma mesmisse de sempre.
o ano começo uma tragédia ~; tão normal
que nem parecia estar começando um novo ano ;x
a convencia com alguns mudou, um pouco pra melhor,
outros pra pior, mas é a vida né.
meu namorado continua chato, ou eu que continuo diferente dele
e não consigo aceita lo assim.
minha melhor amiga mudo um pouco comigo, já não ando
mais triste com isso.
reprovei em cálculo -.- e o pesadelo voltará dia 13 de fevereiro,
se pá dia 30 de janeiro, pq sempre tem chance de piorar né.
ainda não arrumei um emprego, quer dizer...
comecei a trabalhar na firma dos meus pais, mas sei lá
não é a mesma coisa e eu não me sinto com responsabilidades ainda.
estou aqui na esperança de ganhar um celular novo. haha'
pessoas se distanciaram, como já era bem provavel que aconteceria. dói.
já posso dizer com muita certeza que consegui me desapegar
daquela pessoa que mais me causava sofrimento e isso é muito bom (:
só tenho que parar de fazer sofrer alguém que já foi muito especial pra mim, e hoje
pode ser chamado de um companheiro nos dias estranhos ;x triste cara.
19 anos e uma vida de cabeça pra baixo ;s é normal isso?
o melhor é que meu coração não dói mais. minhas lágrimas não caem mais.
e eu não estou a espera do amor e nem da pessoa pessoa perfeita.
vegetando? hmm talvez não seja a palavra certa.
mas ta complicadinho esse tédio hein.
bom, irei comer afinal ninguém vive de vento (: