sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Ainda vou aonde a gente ia
Pensando em te ver de novo
Minha esperança ainda fantasia nosso reencontro
Desenhei teu rosto no teto do meu quarto
Pra dormir sempre te olhando
E ao fechar os olhos me vejo te amando
Por isso que eu acordo sempre chorando
Ainda sei de cor seu telefone
Sei decifrar os seus quinze sorrisos
Conheço a palmo todo o seu corpo
Que era o meu paraíso
Comprei o mesmo perfume que o seu
Passei na roupa que você deixou e durmo abraçada, inconformada
Me perguntando aonde foi que a gente errou.
Hoje faz trezentos e sessenta e cinco dias
Faz um ano que você se foi
Refazendo um resumo da minha vida
Vejo que tudo que construí não me valeu a pena
Porque tudo que eu fiz foi pensando em nós dois.

Nenhum comentário:

Postar um comentário