terça-feira, 22 de setembro de 2015

Anoitecer.

Talvez não esteja na hora de, eu saber o significado de tantas dores. Mas, é possível viver com dores que, muitas vezes parecem que vão nos matar. Eu perco o ar, não consigo respirar. Sufoca. Felizmente é uma dor que vai e volta, mas volta sempre na mesma hora, e para a minha infelicidade é sempre ao anoitecer. Talvez não seja Saudades e sim distância.  E isso está me matando aos poucos. Eu tento explicar mas, ninguém entende. Ou talvez eu não saiba explicar e mude de assunto, não quero falar sobre isso. Então,  eu me fecho no meu mundo e apenas aguento firme enquanto essa dor vai me corroendo por dentro. Pode não parecer, mas eu sou muito mais forte do que aparento ser, e um dia tudo isso vai ficar apenas no meu passado.  Não vou mais sentir esse sufoco a cada pensamento em você, em nós. A minha vida tá passando, e tudo o que eu mais quero, é ser feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário