Conflitos.

Faz frio lá fora. Aqui dentro ta escuro e o barulho do silêncio domina os cômodos dessa casa. A noite caiu, mas as estrelas permanecem escondidas. As nuvens estão rosa, vai chover.
A tv está ligada para quebrar o gelo. Desliguei a tv e comecei a ouvir o barulho do meu coração batendo, bate forte querendo me manter viva. Os minutos passam e tudo continua no mesmo lugar, inclusive eu. Eu olho para a porta e não tem ninguém. Sim, estou imaginando alguém, mas nada acontece.
O celular vibra, mas nada me interessa. O silêncio volta a dominar o espaço. Estou confusa, faz frio ainda. Minha respiração faz um barulho estranho em meio a tanto silêncio. Cadê você?
A solidão nunca foi meu forte, mas ficar sozinha sempre foi divertido. É meio complexo e talvez nunca precisou fazer muito sentido. Sentido?
Talvez eu esteja sentido falta. Escutar, encostar, beijar.
Nossa que falta faz um beijo na boca. Aqui dentro está tão escuro que vejo bolinhas brancas na parede. A cama faz barulho e eu lembro de nós dois nela.
Tic tac tic tac....
[...] outra noite que se vai, e eu não tô correndo atrás. [...]
Boca gelada, corpo quente.
Meus olhos estão fechados mas as lágrimas insistem em fugir deles.
E então ela se cansou da solidão e entrou em um sono profundo,  um sono que acalma a alma, e assim, ela fica linda como um anjo, sua boca parece até que sorri.
Mas o sorriso esconde tanta coisa que é melhor nem passar para o papel.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

x3'

Saudades.