domingo, 5 de abril de 2015

E tenho dito..

E o namorado? Alguém vai me perguntar. Aí eu vou sorrir e responder: Estou solteira!. E logo depois vem aquela cara de: “nossa, coitadinha”, quando ao meu ver era a hora certa da pessoa me abraçar e pularmos gritando: Parabéns mulher! hahah Sabe, realmente não entendo essas pessoas que colocam o fato de encontrar uma pessoa como sendo um dos objetivos primordiais da vida. Como se a ordem natural fosse: nascer, crescer, conhecer alguém e morrer.Existe sim vida de solteira, e das boas. E isso não quer dizer farra, putaria, ou qualquer coisa do gênero. Aliás, quer dizer sim, mas só quando você estiver afim. No mais quer dizer liberdade, paz de espírito, intensidade. Gosto de acordar pela manhã sem saber como vai terminar meu dia. Gosto da sensação do inesperado, da falta de rotina e de não ter que dar satisfação. Gosto de poder dizer sim quando alguém me liga na quinta-feira perguntando se quero viajar na manhã seguinte. De chegar em casa com o Sol nascendo e de não chegar em casa as vezes. De conhecer gente nova todos os dias. De não ter que fazer nada por obrigação. De viver sem angústia, sem ciúme, sem desconfiança. Simplesmente de viver.Acredito que todo mundo precisa passar por essa fase na vida. Intensamente inclusive. Sabe, entendo que talvez essa não seja sua vontade. Ou talvez você nunca vai saber se é. Eu mesmo não sabia que era a minha e veja só como estou. O que percebo são pessoas abraçando seus relacionamentos como quem segura uma bóia em um naufrágio. Como se aquela fosse sua última chance de sobrevivência. Eu não quero uma vida assim. Nessa hora talvez você queira me perguntar: Mas e aí? Vai ficar sozinha para sempre? Vai ser assim até quando? E eu vou te responder com a maior naturalidade do mundo: Vai ser assim até quando eu quiser;Quando encontrar alguém que seja maior que tudo isso, ou talvez alguém que consiga me acompanhar. E não venha me dizer que aquele relacionamento meia boca seu é algo assim. O que eu espero é bem diferente. Quando se gosta da vida que leva, você não muda por qualquer coisa. Então para mim só faz sentido estar com alguém que me faça ainda mais feliz do que já sou, e como sei que isso é bem difícil, tenho certeza que o que chegar será bem especial. E se não vier também está tudo bem sabe? Eu realmente não acho que isso seja um objetivo de vida, não mais.Tanta gente namorando pra dizer que namora, casando pra não se sentir encalhado, abrindo mão da felicidade por um status social. Aí depois vem a traição, vem o divórcio, a frustração e todo o resto tão comum por aí. Não, não. Me deixa quietinha aqui com minha vida. Pra ser totalmente sincera com você, a real é que não é apenas um relacionamento que te faz feliz ou triste.Conheço casais extremamente felizes e outros que estão há anos fingindo que dão certo. Conheço gente solteira que tem a vida que pedi para Deus e outros desesperados baixando aplicativos de relacionamento e acreditando que o ex era o grande amor e que perdeu sua grande chance. E confesso que também pensei e chorei muitas vezes pensando assim. Quanta bobagem.A verdade é que só você mesmo pode preencher o seu vazio, e colocar essa missão nas mãos de outra pessoa e pedir pra ser infeliz. Conheço sim vários casais incríveis, assim como tantos outros que não enxergam que estão se matando pouco a pouco. Só peço que não deixem que o medo da solidão faça com que a tristeza pareça algo suportável. Viver sozinho no início pode parecer desesperador, mas de tanto nadar contra a maré, um dia você aprende a surfar. E te digo que quando esse dia chegar, você nunca mais vai se contentar em ficar na areia. Desse dia em diante só vai servir ter alguém ao seu lado se este estiver disposto a entrar na água com você.E tenho dito;

Nenhum comentário:

Postar um comentário