segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Uma vida que se leva..

Então ela ganhou liberdade.
Uma liberdade forçada, e o que ela fez foi fugir, fugir do lugar em que costumava ficar deitada e sem reação alguma.
As palavras estavam todas acumuladas e na verdade ainda continuam, pois ela não consegue mais confiar em ninguém para se abrir.
Foi em um sábado a tarde onde ela quis se encontram em um fundo de uma garrafa de cerveja; Como de costume colocou o seu canudinho e lá foi ela..
Foram uma, duas, três, quatro.. e a angustia foi aumentando.
Tomada conta pelo álcool que foi dominando seu corpo, sua boca gritava fumaça com essência de menta refrescante.
A dor no seu peito não sumia, nem um amigo conseguia consola-la, a dor que havia ali era maior do que tudo. Tinha um buraco sem fim onde ela só estava caindo sem chegar a lugar nenhum.
A noite chegou e ela já não sabia mais seu nome!
Recebeu visitas indesejáveis e a primeira coisa que se passou na cabeça foi sair daquele lugar onde todos podiam encontra-la.
Então ela colocou o seu batom, passou perfume e saiu pelo mundo a fora a procura de compaixão;
O que ela encontrou?
Bem, não foi tudo o que ela esperava mais, é sempre nas drogas que a gente se encontra quando o coração começa a mandar no cérebro e tudo fica confuso;
Vodka, drogas, suco de laranja, drogas, suco de abacaxi, drogas, cervejas, drogas..
A música domina o seu corpo, e as luzes fazem um efeito lindo com a fumaça que se faz ali presente.
Os olhos se viram e ali ela se via entregue;
Entregue ao mundo, entregue ao nada.
Pegar o carro e fugir de tudo já não resolve mais nada.
Ela se sente perdida, sozinha e a tristeza está em todo o seu corpo, mas agora o que domina são as drogas fazendo efeito..
O beijo na bochecha fica estranho quando as bocas já se conhecem!
Então ela deitou e viu o seu mundo rodar...
Sentir náuseas da vida que se vive. Do momento em que se passa.
A vida é mesmo muito injusta.
O que tenho a dizer sobre ela?
Ela é linda, mas infelizmente não sabe disso; Ela tem grandes sonhos e tem muito potencial para realiza-los, mas ela também não sabe disso; Sua auto estima talvez não exista mais.
Talvez a dor do abandono domine a sua cabeça fazendo com que as atitudes sejam feias, mas agora isso é tudo que ela é.
Apenas uma garota perdida no mundo sem um porto seguro em qual deveria está aportada e se sentindo segura.
Os dias agora são cinzas e ela se encontra em um mundo escuro e longe de todos;

Nenhum comentário:

Postar um comentário